segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Relacionamento à distância, Felicidade dos 4

Uma vez me perguntaram se eu acreditava em "namoro à distância". 
Respondi: "Há pessoas que acreditam em Papai Noel. E tem aquelas que acreditam em relacionamento à distância!"

Mas como opinião é que nem cu uma coisa muito pessoal, vou respeitar e me basear em situações factíveis nos meus argumentos.

Namorar é complicado. 
Não existe namoro fácil. Os namoros mais perfeitinhos que conheci são aqueles em que as crianças pessoas têm menos de 06 anos ou aqueles em que os lovers se veem apenas 1 vez por mês. Funciona assim: Você fica 4 semanas sem ver seu "namorado" e quando vai visitá-lo está cheia de amor pra dar. Tudo lindo, né? Claro! Não dá nem tempo de gozar direito, imagina de achar os defeitos dele. Quero ver é agüentar o bafo do malandro de manhã, aquele papo chato da firma dele no fim do dia ou ter que transar de TPM.

Aí num belo dia, o namoradão fala: "Vou passar 1 ano fora do país"


Seja qual for o motivo (a trabalho, por causa de um intercâmbio, para fugir desta selva de pedra), é provável que vocês se perguntem se vale a pena continuar juntos.

Meu conselho seria: "Não, porra."

Vamos aos fatos.


1 - Saudade
Saudade é muito legal e é muito fofinho de falar por telefone "Ai que saudade, amor". Mas aí de tanto falar você fica carente, sai pra primeira festa pós-depressão e aquele paixãozinha do colegial que nunca te deu mole, chega pra você e fala: "Nossa...que mulherão você virou. Tá sozinha?"

2 - Ciúme
Mais cedo ou mais tarde, quem viajou começa a subir fotos no Facebook das aventuras da maravilhosa cidade que ele está desbravando. E você enfurnada no escritório e sendo comida viva pelo seu chefe. Na saída, aquele trânsito na marginal pra completar o dia.
É aí que o ciúmes bate...segura essa.

3 - Vontade
Você, que sempre foi controlada em relação ao sexo - ou seja, sempre fez com um parceiro fixo e confiável, com camisinha, com carinho, com mimimi - e que achou que ia aguentar uns meses longe do namorado sem passar vontade, cruza um bonitão na rua e...sente um calor estranho. É o começo do fim.


4 - Sexo
Sexo verbal não faz meu estilo...Mas você vai tentar o jeb* por Skype, Facetime, Messenger...até perceber que se masturbar sozinha dá menos trabalho. 


5- Por último...
"50 meses, Yoshiro"

E você? Acredita em relacionamento à distância?

Qual sua dica infalível?



7 comentários:

  1. Já namorei a distância (outro país) e já terminei um namoro antes da namorada ir fazer intercâmbio (mesmo ela querendo continuar). Minha opinião: Termine! Não é legal manter um relacionamento via skype, facebook, etc..enjoa. Vocês estão vivendo em mundos diferentes, com responsabilidades diferentes. E outra, deixe a pessoa curtir a viagem...aproveite o "hall pass" e viva um pouco também...é possível voltar o namoro depois de tudo, conheço diversos casos, além da minha própria experiência..

    ResponderExcluir
  2. Eu acho muito difícil dar certo, minha opinião é terminar, quando voltar só Deus sabe que rumo cada um tomou.É ruim para os dois lados, pois quem esta saindo do país esta conhecendo muitas pessoas, lugares, culturas diferentes, tudo novo. E quem fica esta pensando o que o outro esta vivendo, conhecendo e acaba se torturando com isso. Mas para quem pensa que pode dar certo, ao menos 4 pessoas podem ser felizes, ou então 3 pessoas felizes, vai saber, vai de cada um, Hahah.

    ResponderExcluir
  3. Acredito que a vida continua para os dois lados, quem fica e quem vai, esta mania das pessoas pensarem que quem sai de intercambio vai ter varias experiencia enquanto quem fica vai ficar preso esperando o retorno é ilusória. Não é só quem vai embora que tem oportunidade de conhecer outras pessoas, quem fica também, muitas pessoas cruzam nossa vida o tempo todo. Por uma questão de respeito o namoro deve acabar (ou dar um "tempo"), para que assim nenhum dos dois sofra por uma possível e provável traição, ou até por um conflitos de interesse que pode acontecer pelas novas experiências que os dois irão viver. Se quando houver o reencontro ainda existir um sentimento verdadeiro, sem ficar remoendo o que passou neste tempo longe, vale a pena tentar de novo, não esquecendo que será outro namoro....porque o tempo passou e mudanças aconteceram na forma de pensar e ver as coisas.

    ResponderExcluir
  4. Olá,nossa adoro esse blog,só tem artigo bom,sempre que dá estou passando aqui,depois que meu amigo me recomendo nunca mais deixei de visitar,alguem sabe me falar se assim aqui é bom www.softwarecelularespiao.org ? abraços,assim que der eu volto pra comentar aqui no blog

    ResponderExcluir
  5. DEPENDE, tudo depende. Não há receita para felicidade, assim como tudo pode apontar que aquele relacionamento é uma furada e dar certo. Conheci um rapaz em uma viagem pos carnaval pelo nordeste. Eu de brasília, ele rio. Curtimos uma noite juntos, sem promessa sem se ou talvez. Um mês depois nos vimos de novo, e 20 dias depois de novo, e viajamos juntos, e passamos o réveillon juntos, e de novo e de novo... E após longos 4 anos estamos definitivamente juntos para sempre. Nunca houve término. Apenas domamos o.ciúmes e a saudade. Não há receita para o sim, nem para o não!

    ResponderExcluir
  6. DEPENDE, tudo depende. Não há receita para felicidade, assim como tudo pode apontar que aquele relacionamento é uma furada e dar certo. Conheci um rapaz em uma viagem pos carnaval pelo nordeste. Eu de brasília, ele rio. Curtimos uma noite juntos, sem promessa sem se ou talvez. Um mês depois nos vimos de novo, e 20 dias depois de novo, e viajamos juntos, e passamos o réveillon juntos, e de novo e de novo... E após longos 4 anos estamos definitivamente juntos para sempre. Nunca houve término. Apenas domamos o.ciúmes e a saudade. Não há receita para o sim, nem para o não!

    ResponderExcluir
  7. DEPENDE, tudo depende. Não há receita para felicidade, assim como tudo pode apontar que aquele relacionamento é uma furada e dar certo. Conheci um rapaz em uma viagem pos carnaval pelo nordeste. Eu de brasília, ele rio. Curtimos uma noite juntos, sem promessa sem se ou talvez. Um mês depois nos vimos de novo, e 20 dias depois de novo, e viajamos juntos, e passamos o réveillon juntos, e de novo e de novo... E após longos 4 anos estamos definitivamente juntos para sempre. Nunca houve término. Apenas domamos o.ciúmes e a saudade. Não há receita para o sim, nem para o não!

    ResponderExcluir