segunda-feira, 9 de maio de 2011

3 Cases de Insucesso do blog

Ao longo desses 14 meses de JEBEANDO, muita coisa mudou. Tanto no layout do mesmo, que agora agrega uma propaganda do lado esquerdo (que se clicada me rende um troquinho no final do ano, #ficaadica), quanto no jeito de escrever do autor. Os leitores mais antigos já notaram essa diferença e me deram algumas idéias bastante construtivas durante esse período.
Além das mudanças físicas, ao olhar pra trás consigo também fazer uma retrospectiva das histórias que aconteceram em minha vida por causa do blog. Tá certo que ele não é de todo ruim, porque até cheguei a fazer amizade com um(a) blogueiro(a) aqui e outro(a) acolá e - leiam atentamentequase fiquei com uma leitora interessada em minhas idéias.
Mas na maior parte das vezes, o que o JEBEANDO me gerou foi dor de cabeça. Sim, meus insucessos amorosos foram ampliados à medida em que eu os expunha aqui, publicamente. Porém, como esse blog preza pela transparência e por retratar a verdade nua e crua, resolvi abrir o jogo e contar os 3 maiores casos de insucesso do JEBEANDO:


1 - Post - O canalha x O cafajeste
Logo que terminei meu último - e único - namoro, comecei a conversar com uma mina da minha faculdade. Tudo ia bem. Eu vesti a carapuça de cordeiro e, sabendo que ela tinha um jeito de santinha, fiz joguinho e banquei o cara atencioso, estudioso e trabalhador. Estava funcionando muito bem. Até que tive a brilhante idéia de fazer propaganda do Jebeando. Isso mesmo, o Mané aqui, na empolgação do momento, falou: "Olha...eu tenho um blog maneiro e tal tal tal..."


Homenagem ao leitor D.B.

Resultado: Não mais que de repente, a mina desapareceu. Enquanto antes ela agitava de sair, pegar um bar ou um cinema, passou a me evitar. Fui descobrir por terceiros que o post supracitado, por mais que não tenha sido escrito por mim, abriu os olhos da dita cuja e...ela, aparentemente, me enquadrou no lado dos Cafas.
Erro #1: Nunca divulgar o Jebeando como sendo de minha autoria. Principalmente se a mina já estiver conquistada pelo meu lado não-blogueiro. Pra que estragar o que está dando certo?


2 - Post - Paixonite Aguda
Depois do episódio acima, acabei ficando cerca de 2 meses com uma outra mina. Estava tudo novamente correndo bem. Alguns percalços normais aconteceram, como a insegurança dela de deixar o Jeb* rolar e ficamos nesse vai-não-vai por um certo tempo. Quando eu estava quase vencendo a batalha e pronto pra comemorar o gol, tive a brilhante idéia de escrever esse post (inocentemente, diga-se de passagem).
Conversando com um amigo - que estava quase namorando - nos corredores da faculdade, surgiu a idéia de escrever sobre "como alguém se apaixona" por uma peguete. Acontece que não me liguei que a mina com a qual eu estava saindo poderia entender que o post era "dedicado a ela". E foi justamente o que aconteceu.


Você não estava totalmente errada. Por um lado, eu queria conquistar seu coração mesmo.


Resultado: Liguei para combinar alguma coisa e quando ela atendeu escutei um sonoro: "O que está acontecendo? Acabei de ler seu blog!". Na hora que minha ficha caiu, eu soube que não tinha como consertar a situação. E...tudo acabou.
Erro #2: Fique atento às conseqüências de tudo que é escrito por você. Calcule se você não sairá perdendo com o que escreveu.


3 - Post: 5 volantes contra 1 atacante
O case de maior repercussão negativa, que obrigou o Jebeando a se tornar anônimo. Fiquei um tempo afastado após engessar o braço no final do ano passado e, quando voltei à ativa, saí 1 fim-de-semana com uma mina que quis "empatar o jogo". Fui convidado para sair com outro casal de amigos e ambos me venderam o seguinte pacote: "Venha que hoje vai dar jogo. Você vai fazer gol certeza." 
E lá fui eu me aventurar, afinal haviam me dado detalhes até sobre a depilação íntima da vítima para o encontro. Acontece que o que era pra ser uma noite com altos níveis de testosterona, acabou sendo uma noite de total irritação. E, devido às coincidências desse fim-de-semana frustrado com outras situações que já havia vivido, resolvi demonstrar minha insatisfação publicamente no blog.
Resultado: No dia seguinte, ao chegar do trabalho, recebi um e-mail gigantesco me criticando do começo ao fim e tive muita dor de cabeça para explicar o "mal entendido". Por fim deu tudo certo e minha bilola* colou.
Erro #3: Timing é tudo. Não escreva nada de cabeça quente. Se eu tivesse postado 3 semanas depois do ocorrido, nada teria acontecido.


Além do timing correto, nesse caso eu aconselharia trancar a porta também.


Aprendi, portanto, algumas lições nesses 14 meses. As principais estão descritas acima e podem ficar de dica para quem tem vontade de começar um blog tão transparente como este.
Como não corro mais riscos, nem nunca expus ninguém que gosto aqui, ainda espero colher frutos positivos e poder....em breve...contar 3 Cases de Sucesso do Jebeando. 
Pena que ainda não tenho conteúdo nem para o primeiro parágrafo. Hehe.


Dica de música: 

Carlos e Jader - Sou Foda VERSÃO SERTANEJA

7 comentários:

  1. Hahah legal vai ser as tres lerem esse post e descobrirem que realmente os posts eram pra elas...

    ResponderExcluir
  2. Como eu disse, prezo pela transparência haha. E o que aconteceu não foi na má intenção, foi ingenuidade minha msm. Quem sabe não esclareço as coisas? haha

    ResponderExcluir
  3. Eh sempre bom manter um low profile.

    ResponderExcluir
  4. Xi, o bicho pegou! Eu pensei a mesma coisa que a Bia, pra falar a verdade! Mas td bem, vou ficar na minha no meu blog. Por isso que estou demorando pra te escrever os 25 motivos. hahahaha. bejo honey

    ResponderExcluir
  5. Sensacional Coca!!! Mas eu tenho fé que os 3 resultados positivos virão!!!! Hahaha!!
    Abrax!

    ResponderExcluir
  6. Da próxima vez, escreva contando a história ou o final de semana de um amigo seu !

    Pode começar todos os posts polêmicos assim; " Era o ano de 2005, um amigo meu lá do Ceará..."

    Além do anonimato, vc ainda bota um laranja na reta para levar a culpa !!!

    Caio Pelúcia

    ResponderExcluir