terça-feira, 6 de julho de 2010

Jeb de Intercâmbio

Aaaaaaaaaaahhhhh!!!! Que saudade do ano de Intercâmbio. Época tranqüilíssima, onde o estudo era mero coadjuvante da experiência como um todo e as responsabilidades eram mínimas! Não que eu não tenha aproveitado para crescer como pessoa, estudante e até como futuro profissional. Mas toda a vivência que adquiri na "gringa" foi natural e proveniente dos relacionamentos (amizades, namoricos, etc.) que fiz. A propósito, pra quem quer saber, fiquei um ano no Texas (cidade de Edinburg) - que é uma cidadela de estudantes, perto de McAllen e a 30min da fronteira com o México. Não, não é muito agitada. Não, não tinham Shakiras. Sim, a maioria era gorda de tanto comer Taco e Hamburger. Mas deu pra aproveitar bastante! Curti à vera!
Bom, voltando a falar de relacionamentos "gringos", pude constatar algumas peculiaridades dos, por assim dizer, "intercambistas". Dizem por aí que eles são liberais. Mas acredito que é muito mais um estado passageiro que algo da natureza desses estudantes. Então, parei pra pensar nos motivos que levam quem está estudando fora de seu país a ser mais sexualmente liberal:


1. Exchange Students não têm que zelar pela reputação: Isso mesmo. Estando fora de seu país e sabendo que sua vida ali tem prazo de validade, você, na posição de intercambista, pode se dar ao luxo de fazer o que quiser, quando quiser, dando e comendo quem quiser. Podem rolar pensamentos como "Vou transar com esse ou com aquele? Ahhh....com os dois mesmo! Podem me tachar de puta. Vou embora mês que vem mesmo!" . É claro que não estou fazendo uma apologia ao sexo e drogas sem limite. Faço uma apologia a eles com moderação!


2. A distância dos pais: Estar longe da família é sinônimo de independência. Mas na cabeça do intercambista, independência = estar sem supervisão. E o fato de estar "all by himself" leva a atos que não seriam possíveis na casa de sua própria família. Festas e baladas regadas a muito álcool, orgias regadas a muito....ah, vocês me entenderam. Sempre lembrando que um intercambista em seu país, é um estudante como os outros e deve um mínimo de satisfação a seus pais.


3. A carência: Está intimamente linkado com o anterior. A carência surge do distanciamento dos pais, parentes e amigos (ela realmente existe...não é viadagem não!). Essa carência faz com que o intercambista acabe, muitas vezes, quebrando a cara em relacionamentos porque não tem outros pilares (como pais e amigos) para se apoiar nos momentos ruins. Mas também pode gerar um comportamento promíscuo do mesmo, fazendo com que ele freqüente casas de swing (Marrakesh!!!), puteiros ou largue o boneco* em qualquer uma. Tudo subconscientemente no intuito de sanar sua carência.


Então, o que fica como lição é: Se tiver a oportunidade, viaje! Faça intercâmbio. Vale muito a pena. Não só pela cultura e experiência que se adquire, mas pelas pessoas que se conhece. E pra quem não teve a oportunidade, não pare de sonhar.
Continue tentando, quem sabe um dia sua empresa não te mande para uma filial no exterior? Eu tenho esperança de um dia isso ainda acontecer comigo. A diferença maior será que eu terei muito mais responsabilidades que na época de estudante. Mas com certeza terei mais dinheiro no bolso!!!


Música do dia:
Portishead - Glory Box

4 comentários:

  1. Gostei mto! E não vejo a minha hora! Mas não pra essa finalidade. Afinal sou uma moça de família! PS: Não tem explicação do largue o boneco! Beijo!

    ResponderExcluir
  2. agora sim !!! acho que entendi o negócio da shakira.. tipo shakira como prototipo da mulher latina? ahahah é que pra gente.. mexicanas são tipo thalía o salma hayeck!! mas entendi..

    Então meu comentário e da leti que é fan agora:( vimos o post ontem no onibus hahaha demos muitaaaaaa risada)

    Leti:

    "Broder Coca.. muito perspicaz"

    eu acho que é verdade.. ( mesmo se eu fiz um intercambio muito nerd haha) más eu acho que tem que dizer tambén que como os outros intercambistas estão nessa situação , tem uma tendência natural de casais inter-intercambistas ! ahaha

    e pois .. o intercâmbio acaba.. e " amor de lejos, amor de pendejos"

    ResponderExcluir
  3. Cara, mas tem amigo meu que larga o boneco sem estar no intercâmbio nem no carnaval o//

    ResponderExcluir
  4. Concordo com a quelzinha.
    Quando eu fiz intercambio levei o namorado junto, uhauahuahuahu!

    ResponderExcluir