quinta-feira, 10 de junho de 2010

Orgasmo Esportivo

Diferentemente de outros posts, o assunto de hoje será Esportes. Mais especificamente o Basquete. Esporte esse que tenho extrema admiração por causa da precisão nele envolvida, da inteligência das jogadas e da dificuldade que sempre tive em entendê-lo por completo e jogá-lo com excelência - sim, é realmente uma pena que não seja valorizado no Brasil.
Não pretendo falar do basquete em geral, mas sim da emoção que ele pode proporcionar a nós praticantes e a quem o assiste. Muito dessa emoção é proveniente da grande ocorrência de resultados definidos no último segundo. Lembro de um jogo memorável entre Los Angeles Lakers e San Antonio Spurs que foi decidido com 0,4 segundos no relógio. Guardadas as devidas proporções, vivi um momento de êxtase semelhante no fim-de-semana passado.
Acabo de voltar do Interusp, um dos muitos jogos entre faculdades que ocorrem no feriado de Corpus Christi. E pela primeira vez, para minha felicidade, fomos campeões do torneio de basquete pela FEA-USP com uma campanha histórica (no meu caso, após 5 anos de tentativas). O curioso é que eu sempre viajei para esses inters muito mais por causa das baladas, churrascos e caminhões de cerveja do que propriamente pelos jogos ou partidas que teria. Mas dessa vez foi diferente.
O que me levou a escrever sobre isso aqui no blog foi - além dos pedidos - a campanha e a vontade de vencer que eu nunca tinha visto em uma equipe da qual participei. O que aconteceu em quadra, nos 3 jogos dos quais participei, me marcaram muito mais que qualquer Jeb* ou orgasmo que já tive. Vivenciei pela primeira vez um "orgasmo esportivo múltiplo". 
Metaforicamente falando, posso comparar a campanha da equipe de basquete da FEA a uma longa noitada de sexo. O primeiro jogo, contra a SanFran (Faculdade de Direito do Largo de São Franscisco) foi como "as preliminares": aproveitamos bastante, mas sabíamos que o melhor estava por vir. O segundo jogo contra a Poli foi como "a primeira vez": em 5 anos cursando Administração eu nunca tinha ganhado dos engenheiros e desde 1991 que eles não perdiam no Interusp na modalidade Basquete Masculino. Já o terceiro e último jogo, contra a Medicina Pinheiros, foi o "orgasmo": uma partida histórica e irretocável que vencemos por um ponto at the buzzer.
Por causa desses momentos é que continuo insistindo na prática do basquete. Momentos como o que vivi na noite de 06/06/2010. Após tantos anos de dedicação ao esporte, pude sentir na pele que cada gota de suor valeu a pena e que a alegria daquela final será lembrada por gerações. Meus agradecimentos ao time mais guerreiro do qual participei em toda minha vida e um salve especial ao Yúri-Mão-Santa.


Deixo vocês com o vídeo da memorável final contra a Medicina Pinheiros:







INTERUSP 2010 - Final do Basquete Masculino - FEA X PINHEIROS



9 comentários:

  1. Animal Coca, ainda estou assimilando essa nossa vitória extraordinária!! Excelente texto!!


    Heitor (bi-campeão Interusp 2002&2010)

    ResponderExcluir
  2. são momentos que só o esporte proporciona.
    coitadas das pessoas que nunca vão viver um momento como esse que a gente fez parte.

    ResponderExcluir
  3. Realmente foi o jogo mais incrível que assisti ao vivo. Sorte termos chegado a tempo.
    A jogada do Yuri nos últimos 4 segundos, foi heróica, mas que teve um dedo de Deus, isso teve.

    ResponderExcluir
  4. Coca/Arenas/Zero

    Texto mto bom! Gostei de como vc fez as analogias...
    Valeu pelo salve especial!
    Aproveita que vc tá famoso e pará de zerar...

    abc!

    ResponderExcluir
  5. Caraca, deve ter sido lindo mesmo!

    E ler esse texto fez com que eu me sentisse bem também, já que fomos campeãs no mesmíssimo basquete no TIQ (Torneio Interquímicas)...

    Parabéns ao time todo!!

    E caraca, o vídeo ficou mto bom.... queria ter visto vcs jogando =)

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  7. Me lembro muito os momentos de garra e superação daquele timão da prefeitura de Louveira...
    Um elenco de genios admiraveis, um tecnico indiscutivelmente bem preparado, um suporte para os campeonatos com transporte e refeiçoões adequadas, um sequencia de vitorias e conquistas inesqueciveis!!!


    Soh rindo neh... Ehh Guizao, eu sei aonde vc começou hahahaha mas pelo lado bom, se nao fosse o basquete, vc nao teria me conhecido e nem eu conhecido todos =]

    ResponderExcluir
  8. queria que comentasse? jaaj então vou comentar:

    1. muito melhor ... o último post.. ajajaja no comments..

    2. Yúri: parabéns!!!.. simplesmente MITICOOOOOOOO

    3. depois de ter dormido hoje no jogo do brasil.. o jogo de vcs animou e imagino que fez gostar de basket a muitas pessoas esse dia e até pessoas que não entendemos muito de esporte e somos simples fans sem noção !!!

    4. gosteiiiiiiiiiiiiiiiii

    beijoooooooooo

    ResponderExcluir
  9. E os momentos mágicos pelo time de Louveira?

    ResponderExcluir