domingo, 14 de março de 2010

Girl, you make me feel like the very first time

Com a evolução da sociedade e a a conquista de um espaço de destaque maior, tanto no campo profissional quanto no amoroso pelas mulheres, alguns tabus caíram por terra.Um deles é a eterna dúvida de boa parte das mulheres: "Posso transar com um cara na primeira noite?"
Vou opinar sobre esse tema, mas espero que lembrem que existem homens e homens, sendo que minha opinião pode não ser compartilhada por alguns manés, brucutus ou até os mais conservadores.

Quando um cara tem interesse em uma mulher e a convida para sair, alguns pontos devem ser considerados:
- Os dois já ficaram (numa balada ou barzinho, anteriormente)?
Se isso já rolou, a expectativa por parte do homem é de dar um avanço NO SINAL (não na relação, porque ela ainda não existe). Se a mulher aceita sair com um cara que não conhece muito bem, na cabeça dos homens apenas um pensamento se passa: "Algo vai rolar!!!" (nos mais malandros talvez o pensamento seja "Vou levar pro abate").
Se ainda não ficaram, a expectativa de JEB* é bem menor. Ou o cara está muito confiante que vai ficar com a mina naquela noite ou ele não tem absolutamente mais nada o que fazer.
- Já se conheciam?
Se forem amigos há algum tempo, a situação muda de figura um pouco. Nesses casos, o JEB* vem aos poucos e não é apenas uma saída que vai selar uma provável relação sexual ou não.

Partindo do princípio que os dois já ficaram e combinam de sair para um barzinho (um ambiente propício a um 1o encontro), a maioria dos homens espera avançar um pouco a mais o sinal que simplesmente "dar aguns beijinhos". É aí que entra a dúvida de boa parte das mulheres: "Devo ceder às tentações e aos avanços masculinos, ou segurar meu ímpeto para que ele não pense que eu sou vulgar?"
O homem vai até aonde a mulher deixar.
Portanto, cabe à mulher parar onde lhe é mais conveniente. Existem mulheres que não resistem à vontade e transam na primeira vez e mulheres que preferem deixar o GRAN FINALE para uma próxima saída.
Meu ponto de vista: Quanto mais maduro o cara, menos importa se rolou na primeira vez, na segunda ou na terceira. Mas dificilmente haverá uma quarta vez se nada rolou até lá. 
Acredito que eu só discriminaria uma mulher se eu mal a conhecesse, desse um beijo numa balada e ela me dissesse: "Quero te dar". Aí eu a acharia vulgar e dificilmente rolaria mais vezes (a não ser que a seca fosse grande).
Mas tudo depende de como as coisas acontecem, de como a mulher vai lidar com a situação. Se o casal  avança passo-a-passo nos encontros que combinam, nenhum homem MADURO vai deixar de sair novamente porque a mulher simplesmente não "deu" na primeira vez que saíram.
Concluindo, se a mulher aceita um convite para um encontro a dois, os homens já esperam mais que alguns beijos. Mas não necessariamente o PACOTE COMPLETO. O que não significa que elas não possam ceder à tentação e transar na primeira noite, porque se tudo for comedido e gostoso para ambos, haverá uma próxima vez.
Minha dica: Na primeira saída, aproveite para conhecer o interessado e deixe-o NA VONTADE. Deixe para consumar o ato na próxima vez. Porque se realmente há interesse de ambas as partes, rolará outro encontro. Se não, ninguém se arrependerá de nada que fizeram por puro tesão.

Música para utilizar num primeiro encontro:




3 comentários:

  1. Gostei muitíssimo! Mas nada pessoal a declarar! A música realmente é muito boa! Posso plagiar essa coisa de música do dia?

    ResponderExcluir
  2. Eu também não costumo dar no primeiro encontro

    ResponderExcluir